o bloco

O Bloco da Praia surgiu no ano de 2000 a partir da idéia de nove repúblicas situadas na Praia do Circo de organizar um bloco carnavalesco com o objetivo de desfilar pelas ladeiras do centro histórico de Ouro Preto atrás do som da bateria ritmada do bloco, daí a origem do nome Bloco da Praia. Inicialmente, o bloco concentrava-se em uma das repúblicas organizadoras em uma festa com cerca de 600 foliões. Em 2015, o Bloco da Praia completará 15 anos e ao longo desse tempo e devido ao grande sucesso, o bloco cresceu e hoje recebe mais de 5.000 foliões.  Pensando sempre em agradar e trazer as melhores atrações para os foliões do Bloco da Praia, já se apresentaram nomes como Alexandre Peixe, Molejo, Mc Koringa, Trio Ternura, Mc’s Leozinho, Sapão, Catra, Marcinho e Mágico e bandas de axé como Chicafé e Água de Fogo, entre outros. Temos como objetivo, a cada ano que passa realizar um evento de qualidade, trazendo atrações de nome reconhecido, disponibilizando segurança para os participantes de modo a promover o nome do Bloco da Praia, bem como da cidade de Ouro Preto.

programação

    • DJ Célio Negrão
    • Alexandre Peixe
    • Valesca Popozuda

galeria

responsabilidade social

Ao longo dos anos o Bloco da Praia atingiu renome no Brasil inteiro. Foliões das mais variadas regiões do país vêm curtir em Ouro Preto as atrações trazidas pelo Bloco da Praia. Porém, preocupando-se com a sociedade ouro-pretana, o Bloco da Praia não atua apenas na área do entretenimento. Seus organizadores vêm se empenhando cada vez mais em retribuir a estima, o respeito e o carinho recebidos.

Exemplos que comprovam tais atitudes são muitos. Uma das instituições ajudadas pelo Bloco da Praia ano após ano é a Fundação Aleijadinho, que apoia crianças carentes através de projetos de educação, esporte, lazer e cultura. Fruto dessa ajuda é a indicação para o Prêmio Aleijadinho de Responsabilidade Social do ano de 2010 e 2012. O Bloco da Praia doou ainda para a Escola Estadual Antônio Pereira, cerca de 450 abadás para os alunos desde a 6ª série até o 3º ano para prática de Educação Física.   O Bloco da Praia realiza-se às segundas-feiras de carnaval, dando oportunidade através da Associação dos Catadores de Latinhas, para o recolhimento das latas utilizadas, proporcionando novamente inclusão social, renda para os catadores, manutenção do espaço e consciência ambiental.

Em 2012, o Bloco da Praia inicia o projeto com a bateria da Escola de Samba do Santa Cruz, visando valorizar a tradição carnavalesca de Ouro Preto através da promoção de oficinas gratuitas de iniciação musical  de  percussão para crianças da região, fazendo uso de instrumentos típicos das baterias de escola de samba. Valorizando o trabalho da Escola de Samba do Santa Cruz, carente e talentosa, criada a pouco mais de 5 anos e promovendo a manutenção e a reciclagem da mesma. Reconhecendo as baterias como corações das escolas de samba, o que busca o Bloco da Praia é a valorização da cultura brasileira, envolvimento da música com as crianças e favorecimento das apresentações culturais gratuitas para a comunidade. Sempre no intuito de atrair mais colaboradores e investimentos, as oficinas, bem como o evento são realizadas em caráter gratuito, com intuito de promover a democratização de acesso à música tradicional do carnaval, a socialização e a formação inicial de novos artistas. Com o apoio da Prefeitura Municipal de Ouro Preto, o Bloco da Praia, como pontapé inicial reestruturou-se a bateria para o carnaval 2013 para que já comecem os ensaios da escola. Após o carnaval iniciou-se as oficinas de aprendizado, doação de novos instrumentos, reestruturação dos setores da bateria e cursos profissionalizantes. Em 2014, com iniciativa do Bloco da Praia foi fundado o Projeto Crescer onde aulas de teatro são dadas para crianças e adolescentes no Centro Cultural Comunitário Casa do Padre Faria. O Bloco viabiliza os professores e todo material para o projeto. Além do Projeto Crescer, o Bloco da Praia juntamente com as Repúblicas Federais de Ouro Preto (REFOP), Associação de Repúblicas Reunidas de Ouro Preto (ARROP) e Associação dos Moradores da Vila Aparecida (AMOVILA), entre outros parceiros, realizaram uma ação social visando aproximar os estudantes às comunidades de Ouro Preto. O evento levou uma estrutura com tendas de diversos cursos oferecidos pela UFOP além de atrações de entretenimento para crianças.

Para os próximos os anos, o Bloco está desenvolvendo novos projetos e novas ações sempre com o objetivo de atender a população ouro pretana.

parceiros

contatos